quinta-feira, 17 de dezembro de 2009

Di Grassi na Virgem da F-1

Como confirmado a alguns dias, Di Grassi foi confirmado na equipe Virgin, novata na F-1 e que promete ser "agradável, carismática" além de inteligente, tanto que nem precisa de tunel de vento, ja que o carro será projetado eletronicamente. Será que dará certo? Tenho medo de muita tecnologia, quando se vê Mclaren e Ferrari ainda projetando seus carros e simulando no tunel de vento, mas quem sabe da certo? Espero que dê tudo certo pro Lucas, garoto muito bom que começou impressionando já no primeiro ano na GP2 pela Durango.



Lets go Virgin Racing!

terça-feira, 15 de dezembro de 2009

2010 - Temporada fantástica pra finalizar essa década

Bem meus caros colegas, retomei aqui no blog pra escrever sobre essa temporada de 2010, que ta me deixando louco...é Schumacher que pode voltar, é Senna que pode "re-estrear" na F-1, é Di Grassi começando. Tudo conspira pra uma temporada incrível com muitas emoções obviamente e o toque simples dos novatos! AAAAaaa bons tempos, em que vovô via Fangio estrear, Moss, Stewart, e por que não Markus Winkelhock, hehehe ja virou piadinha... Fato é que com essas especulações todas, com a volta das 26 baratinhas no grid e se os Deuses da F-1 permitirem, ultrapassagens, emoções, Galvão gritando "Senna vence denovo"!!! No, no no... Lotus vencendo! No, no, Paraguai é logo ali. Virgem estreando na F-1? Se for bem, adeus "virgin".

Bem, vamos com calma e que os outros se cuidem por que nessa moda de jogadores velhos, pilotos experientes, lá vem mais um vovô mostrar pra molecada que os tempos hoje em dia ventam pros seus respectivos lados!



"Hey Muttley!"

quinta-feira, 16 de abril de 2009

Surpresa agradável. O que é real?

Sexta-Feira. A véia de casa, além da minha avó (Minha mãe), trabalha em uma empresa que fica ao lado da oficina dos Fittipaldi, próximo ao Shopping Eldorado, Zona Sul de São Paulo. Eram 4 horas da tarde, quando estava ajudando minha mãe, no dia em que visitei seu trabalho. Olhava friamente para o portão da entrada da "oficina dos fittipaldi". Era um portão preto, de ferro, característico de mansões, e casas da alta "burguesia". Ficava imaginando, aquela Lotus do campeão passando naquela rua, imaginando as coisas, como um mero sonhador, melhor dizendo. Será que um dia encontrarei algum piloto? A unica memória que tenho é o P. Diniz, no GP do Brasil de 1990 e lá vai pedrada, e nunca mais nada. Mas, no ano retrasado, no salão do automóvel, vi o apresentador Otávio Mesquita, fazendo uma matéria com Emerson, apresentando as novidades, e o velho calhambeque do Rei (Roberto Carlos), o cantor, óbvio. Fiquei muito próximo em certo momento, e como qualquer fã, pedi um autógrafo, mas ele foi embora, com digna rispídez, não-típica de um "Fittipaldi-Gentleman". Fiquei ligeiramente aborrecido, mas fui embora, na verdade mais chocado do que nervoso. Mais isso é história pro Boi Durmir. O interessante foi que na hora que saía do salão do automóvel, encontrei seu irmão Wilsinho, que pilotou na F-1, e teve seu melhor resultado um segundo lugar, capengando, mas andando bem. Entendam como quiser! Bem, agora voltando a oficina do Emerson, no qual me via na frente, esperando um dia o ver novamente, voltei ao mundo real, e na hora de ir embora, vejo um audi tt muito bonito, modelo não me recordo, 2007-2008, não importa. Só sei que ele desceu com uma naturalidade estranha, e ele não sei o por que se virou para mim e deu uma piscada. Será que tava louco, ou o que? Porra! Já tinha voltado ao meu mundo real etc. Na hora que o portão fechou, fiquei perplexo, pois vinha um senhor de óculos ray-ban, e um outro, que de costas me lembrava um senhor de aparentemente 51 para 54 anos de idade, e que se assemelhava muito a um certo comentarista da RedeGlobo de Televisão. Emerson veio até mim, e disse: - Ei rapaz, você poderia me ajudar? Eu falei trémulo: - Claro, senhor, claro. Mas depende do que for, estará ao meu alcance. Ele deu uma risada e falou: - Você curte calhambeques? Eu respondi que sim, dando uma risada, e ele sem entender perguntou o por que deu estar rindo, logo expliquei o ocorrido no salão do automóvel, e se lembrava de um garoto de 18 anos, quase rapaz já, que pediu e teve recusado um autógrafo, com notável falta de respeito. Ele ficou com cara de bunda, e me disse perdão na hora, e disse que foi embora, por que soube do acidente do "Rafa Sperafico", e foi correndo ver, avisado pelo seu amigo, no qual disse acima, "Reginaldo Leme". Sim, ele mesmo. E o mais interessante, foi que ao me desculpar, ele falou: - Você conhece esse meu amigo? Já o viu em algum lugar? Ai eu falei, claro claro, com voz trémula, e as mãos frias, frias, frias. Ele então me apresentou: - Reginaldo, esse é um rapaz muito legal que conheci no salão, e que estava me desculpando, etc etc etc...Ai ele deu uma cochicada no ouvido do Reginaldo, e do nada o Reginaldo vai até a casa (oficina dos fittipaldi) e me volta com um anuário, e me diz: - Pega, pra retribuir. Disse o Reginaldo. Emerson deu uma risada e falou: - Que mundo pequeno não? Ai perguntei: - Sério mesmo? Até parece mentira... Ai o velho Fittipaldi, virou e falou: - É, parece que não é REAL, não? Ele me deu um aperto, de mão, autografou o anuário, assim como o Reginaldo, e me falou: - Desculpe por qualquer coisa, qualquer coisa ó, e já que sua mãe trabalha aqui ao lado, você sempre que eu tiver aqui, pode me visitar OK? Fiquei perplexo, e só respondi um SIM tímido. É, parecia um sonho, mas virou realidade. E isso se comprova, por uma foto que tirei com os dois, e que infelizmente foi no celular maldito, que hoje troquei. Mas acreditem, foi REAL!

domingo, 25 de janeiro de 2009

2009 - Quem sai na frente? Despedida de um "fodinha"

Primeiramente venho me desculpar pelo legítimo "abandono" meu em relação ao blog, pois estava com problemas a serem resolvidos na vida pessoal, espero que todos compreendam muito bem, e antes que me esqueça, um bom 2009 atrasadíssimo. Bom agora vamos falar do que interessa, Formula 1. Todo mundo sabe das medidas da FiA no regulamento etc, eu acho que as mudanças são absolutamente extensas como todos percebemos. Não dá para imaginar o que irá acontecer realmente, mas confesos que já estou desde já um tanto ansioso para acompanhar os primeiros os últimos testes a seguir das equipes pra ter uma avalição melhor. São tantas variáveis em jogo que não dá para sequer esboçar o mais leve raciocínio sobre quem responderá com maior eficiência ao desafio de engenharia em curso. Ai vem a velha pergunta: - Mas com esse regulamento, será que a Ferrari, a McLaren cairão bastante em relação ao desempenho de 2008? Eu sinceramente acho que só o dinheiro pode dizer nessas horas. È muito difícil que uma equipe com os melhores profissionais, e com uma das melhores verbas da F-1 venha a ter um desempenho lamentável, a não ser por falta de desenvolvimento de um KERS por exemplo, mas o KERS também não se sabe se será mesmo vital "na hora", por isso acho que as duas equipes mais a BMW seguirão dominando o pelotão da frente, com Renault correndo por fora. Eu digo Renault, pois acredito mais no Alonso, que se quizesse assinaria com a BMW pra 2009, já que era uma equipe mais avançada em relação a 2009, portanto a equipe francesa deve vir forte sim, contrariando muitos que vem falando baboseiras por aí. (Só espero que não seja mais um)

Agora vamos falar mais sério. O pai de Dennis o Pimentinha, Ron Dennis, aquele mesmo que começou como mecânico etc etc, que foi juntando seu money até virar sócio da McLaren e chefe, anuncio sua retirada da F-1. È mais um dos velhos que se vai, agora só resta o forte Frank Williams, que a cada dia me surpreendo por vê-lo com tanta vontade em ver as corridas, e as dificuldades enfrentadas por tal, além da paciência que se tem que ter. Ron é o típico "Sílvio Santos". Cara que começou mal, e foi evoluindo, e venceu na vida, um cara vencedor, que é sim mala pra cacete, chato demais, mas que é competente. E a McLaren ja providencia o substituto excelente, o Sir Martin Withmarsh, que o acompanhou a muitos anos pra entender como deve ser um ótimo chefe de equipe, com cara ranzinza, pouco sifu pra imprensa, e sim pro trabalho. Senna, Hamilton, Prost(Esse menos), entre outros, agradecem os serviços prestados!

Ao lado vocês podem perceber o olhar de pegador ala "John Travolta" do hoje ranzinza e mala, Sir Ron Dennis. Que vá com Deus, com todo mundo, mas vá, mas que fará falta, há isso fará.

Há, e só mais uma coisinha, que andam me perguntando. Será que 2009 será um ano "Das Índias"? Temos já a novela da Globo, temos a Force India, temos o pessoal da india e da arabia comprando clubes de futebol por aí afora...Será que Mallay terá um bom ano, junto ao apoio da McLaren? È esperar pra ver!
Se depender dele, acho que...bem esqueçam!

quinta-feira, 20 de novembro de 2008

Um puta francêzinho bom!



Sebastian Bourdais. Lembro de uma corrida sua em "Le Mans", 2000. Terminou em quarto , pela equipe de Henry Pescarolo, atrás apenas dos três carros da tradicional Audi. Bourdais pode despedir-se da F-1 neste ano ainda, já que não tem o dinheiro de patrocinadores que a ToroRosso, a equipe de Gerhard Berger necessita.

Na minha opinião a F-1 perderá mais um daqueles famosos "pilotos com potencial" que saem dela por não ter tanta verba, ou oportunidade. E o fato Bourdais, era destaque antes mesmo da Formula 1. Antigamente, Bourdais era daqueles casos que ninguém entende por que não estava na Fórmula 1. Tanto que os cartolas americanos mais ligados a Bernie Ecclestone, pediam para arrumar uma "vaguinha" pro Francês na sua categoria, para assim tentar o sonho de um piloto que veio dos EUA ter sucesso na maior categoria do automobilismo.

Bourdais, reúne todos os elementos para ser um bom piloto na Fórmula 1. Fórmula 1 é um desafio distinto de todos os demais. Técnico, pela velocidade de reflexo e conhecimento dos recursos do carro exigidos, e psicológico, gerado pelo imenso investimento realizado e as decorrentes pressões por resultados.

Seu passado impressiona. Conquistou os três últimos campeonatos da CART, pela tradicional Newman-Haas, e na sua temporada de estréia, em 2003, começou já sendo vice-campeão, teve um desempenho comparável a Lewis Hamilton em 2007, em termos de números. Logo depois, dominou o campeonato da Fórmula 3000 e foi campeão.

O vi correr diversas vezes. Sempre me causou ótima impressão. É eficiente, inteligente, bom acertador de carro. Regularidade é outro ponto forte do Francês. Venceu quase tudo por onde passou. Antes de chegar à Fórmula 3000, foi campeão da Fórmula 3 francesa, em 1999, e vice da Fórmula Renault em 1997.

Bourdais pode não ficar na Fórmula 1 em 2009, e Berger será obrigado a engolir pilotos novos, e com uma certa grana ou que estão no desenvolvimento da Red Bull equipe mãe. Exemplos? Bruno Senna e Sebastian Buemi. È triste pra mim ver que a França país com Prost, Cevert, Beltoise, Jabouille, Arnoux, Alesi etc...

O que mais pesa contra Bourdais na sua permanência na Red Bull como já disse é o dinheiro. E é imcompreensível na minha ótica, um piloto com tanto talento e títulos importantes no currículum não ficar na maior categoria do automobilismo. Perderia bastante nas pistas, nos bastidores nem tanto, até por que o próprio está pouco se lixando pra tal. Mas pra mim fará falta, pois ele é um puta Francezinho bom...

Abaixo um onboard de Bourdais no Qualify 1 - (Q1)

video

terça-feira, 18 de novembro de 2008

Impressões dos testes Barcelona - Bruno Senna "vence" vestibular

Passado o primeiro dia de testes coletivos ontem, e os de hoje, venho aqui fazer mais um texto, de um pobre garoto metido a jornalista. Bem, avaliando pouco os testes, deu pra perceber que os dois não foram tão bem quanto se podia esperar, algo na minha opinião esperado, pois tanto um quanto outro pouco conheciam do carro. Mas assim mesmo me chamou a atenção como o sobrinho do tricampeão Ayrton se acostumou "rapidamente" com o carro. Assim como merece também o destaque pra Sebastian Loeb, que andou depois de 5 anos parado, em um F-1, pela equipe Red Bull. O primeiro teste foi meio sem graça, aposto que teve muito tiozinho tomando uma cervejinha ali aqui, e pensava que o Senna que estava na pista era o Ayrton, e não Bruno. Assim como quando viu Sebastian no telão, na equipe Red Bull, mais seu cérebro afetado pela alcolátra achou que era Vettel, ou então outros 2 Sebastiões, Buemi e Bourdais, por mais que o segundo não tenha dado uma volta sequer na pista espanhola. Outro destaque do treino chato, de terça e foi a aparência monstruosa da BMW, totalmente diferente com os "apetrechos" de 2009.

Quarta-Feira: Foi um dia positivo pro brasileiro Lucas di Grassi, que provou que o dia anterior e os 1,2s a mais que seu principal concorrente Bruno Senna tinha explicação lógica. A falta de entrosamento com o time, e com o carro, propriamente dizendo. Bem, outro destaque do treininho de Quarta foi a volta de alguns pilotos ja conhecidos do circo as pistas: Jenson Button, Bourdais, Heidfeld, Vettel(melhor volta dia), Rosberg etc.

Antes que eu me esqueça. Hoje talvez tenhamos visto a força da parceria Force-India & Mclaren começar a aparecer, pois Pedro de La Rosa treinou com o time indiano. Seria uma possível vaga? Não duvido de nada, se bem que me parece um teste pra indicar como está o carro, dar "dicas" a equipe "anglo-indiana".

Abaixo os tempos dos três dias de testes:

Teste 1 - Segunda-Feira (17/11)

1º. Takuma Sato (JAP/Toro Rosso), 1min20s763 (121 voltas)
2º. Sébastien Buemi (SUI/Toro Rosso), 1min21s071 (117)
3º. Alexander Wurz (AUT/Honda), 1min21s198 (77)
4º. Pedro de la Rosa (ESP/McLaren), 1min21s417 (65)
5º. Gary Paffett (ING/McLaren), 1min21s956 (78)
6º. Luca Badoer (ITA/Ferrari), 1min22s038 (94)
7º. Robert Kubica (POL/BMW), 1min22s341 (56)
8º. Sébastien Loeb (FRA/Red Bull), 1min22s503 (82)
9º. Nelsinho Piquet (BRA/Renault), 1min22s560 (80)
10º. Christian Klien (AUT/BMW), 1min22s883 (53)
11º. Nico Hulkenberg (ALE/Williams), 1min23s467 (116)
12º. Vitantonio Liuzzi (ITA/Force India), 1min23s794 (86)
13º. Adrian Sutil (ALE/Force India), 1min23s832 (88)
14º. Marc Gené (ESP/Ferrari), 1min24s177 (32)
15º. Bruno Senna (BRA/Honda), 1min24s343 (39)
16º. Giedo van der Garde (HOL/Renault), 1min24s908 (32)
17º. Lucas Di Grassi (BRA/Honda), 1min25s512 (48)


Teste 2 - Terça-Feira (18/11)


1º. Sebastian Vettel (ALE/Red Bull), 1min19s751 (70 voltas)
2º. Takuma Sato (JAP/Toro Rosso), 1min20s017 (79)
3º. Sébastien Bourdais (FRA/Toro Rosso), 1min20s034 (48)
4º. Sébastien Buemi (SUI/Toro Rosso), 1min20s223 (99)
5º. Gary Paffett (ING/McLaren), 1min21s340 (77)
6º. Robert Kubica (POL/BMW), 1min21s521 (76)
7º. Nico Rosberg (ALE/Williams), 1min21s525 (113)
8º. Jenson Button (ING/Honda), 1min21s770 (110)
9º. Adrian Sutil (ALE/Force India), 1min22s073 (58)
10º. Lucas di Grassi (BRA/Honda), 1min22s283 (110)
11º. Nelsinho Piquet (BRA/Renault), 1min22s348 (85)
12º. Luca Badoer (ITA/Ferrari), 1min22s425 (127)
13º. Marc Gené (ESP/Ferrari), 1min22s772 (31)
14º. Nick Heidfeld (ALE/BMW), 1min22s945 (81)
15º. Giedo van der Garde (HOL/Renault), 1min23s250 (37)
16º. Pedro de la Rosa (ESP/Force India), 1min23s499 (86)


Testes 3 - Quarta-Feira (19/11)

1º. Sebastian Vettel (ALE/Red Bull), 1min19s295 (75 voltas)
2º. Sébastien Bourdais (FRA/Toro Rosso), 1min19s839 (122)
3º. Sébastien Buemi (SUI/Toro Rosso), 1min20s154 (115)
4º. Gary Paffett (ING/McLaren), 1min21s140 (81)
5º. Jenson Button (ING/Honda), 1min21s387 (94)
6º. Christian Klien (AUT/BMW), 1min21s534 (88)
7º. Nick Heidfeld (ALE/BMW), 1min21s592 (106)
8º. Bruno Senna (BRA/Honda), 1min21s676 (107)
9º. Nelsinho Piquet (BRA/Renault), 1min22s148 (94)
10º. Nico Hulkenberg (ALE/Williams), 1min22s410 (52)
11º. Luca Badoer (ITA/Ferrari), 1min22s866 (120)
12º. Giancarlo Fisichella (ITA/Force India), 1min23s086 (93)
13º. Pedro de la Rosa (ESP/Force India), 1min23s103 (88)


Pelo visto, Bruno Senna venceu o vestibular da Honda:

Vejo isso pelos seus tempos, em relação a Button, e sua diferença no geral para Di Grassi. Acho até que uma definição entre os dois já está definida, pois além da velocidade que apresentou, e o peso do sobrenome, tenho algumas informações que ele seria já a preferência, e que disputaria a preferência da equipe com Rubinho, que viu suas chances crescerem. E Ross Brawn não gostou tanto assim do que Di Grassi fez, isso gente de lá mesmo disse, e garanto. Gostou muito do Bruno, por isso fica Bruno vs Barrichello para a grande decisão da equipe nipônica, que deve ser tomada na semana que vem.




sábado, 8 de novembro de 2008

Lucas di Grassi largou na frente por vaga na Honda

Ontem, Lucas di Grassi deu um passo importante pra se tornar titular na equipe japonesa. O piloto brasileiro, bateu os recordes de Jenson Button nos testes em simuladores, acontecidos ontem em, Brackley, na Inglaterra. Com certa facilidade, o paulistano de 24 anos, ficou em primeiro. Bruno Senna e Rubens Barrichello também participaram do teste

A primeira etapa de muitas que serão realizadas, foi ganha por Di Grassi. A segunda dos "vestibulares" e que pode ser decisiva, ocorrerá nos dias 17, 18 e 19 deste mês, com cobertura e notícias completas aqui no blog.

Fonte: "JT"